O vice-governador Wanderlei Barbosa deverá deixar o PHS, que não atingiu a cláusula de barreira, e o caminho mais adiantado é o que leva ao PP, de Lázaro Botelho, suplente de deputado federal e assessor de Participação Social e Política de governo no Executivo estadual.

A posição é mantida mesmo após a ascensão do presidente da Assembleia, Antônio Andrade, ao PTB, partido que…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários