O caso remete a 2008 quando o Sindicato dos Servidores da Justiça ingressou com ação coletiva cobrando a reposição salarial de 11,98% em decorrência da conversão equivocada da URV (Lei 8.880/94).

A ação foi julgada improcedente na primeira instância reformada no Tribunal de Justiça em 2013.

Os servidores tentam liquidar a fatura desde 2014 quando a Justiça lhes reconheceu…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários