Sem nenhuma informação de que Câmara Municipal de Palmas tenha cumprido a decisão judicial que determina ao Legislativo a exoneração de metade dos comissionados, que deveria ter sido cumprida até o dia 1º de agosto, o promotor Edson Azambuja entrou com um pedido para que a Justiça determine o efetivo cumprimento da sentença também confirmada pelo Tribunal de Justiça.

A justiça…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários