O prefeito de Porto Nacional, Joaquim Maia (PV) foi um dos primeiros a chegar para a vistoria do governador Carlesse (PHS) na ponte que será interditada a partir das 18 horas.

Maia cobrou explicações de um Carlesse, que reagiu ríspido. Entre os pontos, Maia queria uma alternativa que permitisse o tráfego de moradores das comunidades e distritos do outro lado da ponte.…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários