Com um orçamento total de mais de R$ 566 milhões no ano de 2019 o Poder Judiciário do Tocantins fechou o ano sem conseguir cumprir uma das metas nacionais da Justiça de julgar 70% das ações que entraram até 2016 contra maus gestores púbicos.

A Meta 4 de 2019 fixada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) diz que o judiciário estadual de todo o país deveria identificar e julgar, até…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários