Documento registrado na Junta Comercial do Tocantins duas semanas após a Operação Ongs de Papel, no dia 1º de julho, obtido pelo Jornal do Tocantins mostra que o empresário palmense Murilo Vieira Aguiar, 34 anos, irmão do farmacêutico Iuri Vieira de Aguiar, assumiu o controle total da empresa Max Service, apontada pela Polícia Civil como uma das empresas de fachada usada pela suposta…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários