Quando Wagner Rodrigues Barros, secretário-chefe de Gabinete do prefeito de Araguaína Ronaldo Dimas, assumiu o diretório do PTB no Tocantins, em fevereiro desse ano, o caminho natural seria o prefeito, sem partido desde que deixou o PR em 2018, migrar para a legenda.

Mas Wagner foi defenestrado do comando do partido que lhe fora entregue, segundo ele, por um acordo firmado entre o…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários