Lailton Costa
 
Cruzamento de dados dos valores pagos pelo governo do Estado e os credores que receberam as emendas parlamentares mostram que o Estado priorizou o pagamento de entidades sem fins lucrativos, que receberam R$ 12,2 milhões pagos de R$ 23,7 milhões empenhados (reservado em orçamento para pagamento…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários