A defensora pública Fabiana Razera Gonçalves ingressou às 17h55 do dia 4 de maio de 2017 com uma ação de restituição de quantia, dano moral e material, contra uma imobiliária que havia vendido dois lotes para um casal, formado por uma servidora da própria defensora na sede da Defensoria Pública, em Palmas, e esposo.

A defensora esteve presente na defesa do casal na audiência…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários