Na reunião com o presidente Bolsonaro e demais governadores da Amazônia Legal com pauta sobre o problema das queimadas, o governador Mauro Carlesse (DEM) detonou a quantidade de reservas ambientais do Estado e a população indígena, por ocupar a Ilha do Bananal, ter "milhões de terra" e nada produzirem.

Repercussão britânica

A fala chamou a atenção do correspondente…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários