A remoção do delegado Guilherme Rocha Martins, que conduzia o inquérito que levou à prisão o empresário Welber Morais, da empresa Brasil Pavimentação, pela DECOR (Divisão Especializada em Combate à Corrupção) para a 5ª Delegacia de Taquaralto já produziu o segundo efeito prático, dois dias após o ato do governador Mauro Carlesse (DEM) de remover todos os delegados que investigam corrupção…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários