A presidente da Associação das Mulheres Policias do Estado do Tocantins (AMP-TO) Giovanna Cavalcanti Nazareno  volta ao Ministério Público com nova representação.

Dessa vez não é denúncia de assédio sexual nos Bombeiros, uma das causas pela quais batalha na esfera judicial.

A agente de polícia pede a instauração de procedimento administrativo preparatório "para…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários