Um dia depois do anúncio da deputada Luana Ribeiro (PSDB) de que irá destinar emendas parlamentares para quitar aluguéis dos prédios que abrigam delegacias da Polícia Civil, alvos de despejo judiciais, pelo atraso no pagamento do governo estadual, o ex-prefeito de Palmas e candidato derrotado ao governo do Tocantins Carlos Amastha (PSDB) vai às redes sociais anunciar que ordenou à assessoria jurídica propor um acordo com os proprietários dos imóveis e saldar o débito.

Em que pese o arranjo jurídico para esse negócio no lugar do governo, maIs simples seria ele dar a mesma ordem para quitar os mais de  R$ 630 mil das dívidas oficiais da campanha dele que estão registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tanto para a campanha suplementar, de junho, quanto a ordinária, de outubro.