O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou na última terça-feira (16), que o Facebook, o Instagram e o YouTube forneçam relatórios sobre monetização de páginas e perfis bolsonaristas que incentivam a mobilização de atos com pautas antidemocráticas –contra o Congresso Nacional e o Supremo e a favor da intervenção militar. A moneti...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários