A voz é o mais instrumento poderoso de interação humana. É por ela que conseguimos expressar nossas emoções, direta ou indiretamente, através do tom, do ritmo e de outras nuances vocais. É única e individual. E assim como outras partes do corpo requer cuidados no dia-a-dia, pois só quem já teve a sensação de perder a voz sabe o que isso significa. E para aquelas pessoas que não entendem como a saúde da voz pode interferir na vida cotidiana, é importante ressaltar que não são apenas atores, professores, cantores, locutores ou profissionais de telemarketing que dependem da voz para trabalhar: cerca de 70% da população ativa têm na voz o instrumento de trabalho mais exigido, mesmo que ela não seja o foco de suas tarefas.

E para conscientizar a população sobre a importância da voz humana e a promoção da saúde, bem como realizar conscientização de sinais e sintomas que favoreçam o diagnóstico precoce de doenças vocais como o câncer de laringe, que pode comprometer a qualidade de vida e a própria sobrevida dos indivíduos é que, desde o ano de 1999, foi instituído a data de 16 de abril como o “Dia Mundial da Voz”. Celebração”. Essa conquista foi resultado do trabalho da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia e da Sociedade Brasileira de Laringologia e Voz e que, em 2003, passou a ter expressão internacional com diversos eventos organizados também nos Estados Unidos, Europa e Ásia sobre sobe o tema..

O lema da Campanha é “ Seja Amigo da sua Voz” e o tema “ Minha Voz, Minha Identidade”.

Com certeza queremos uma voz saudável e para mantê-la alguns cuidados simples devem ser incorporados na nossa rotina como: 1- ingerir bastante água (em temperatura ambiente) em pequenos goles enquanto estiver falando para hidratar as pregas vocais; 2- Procure respirar sempre corretamente, levando ar até o abdômen e expandindo as costelas. Não eleve os ombros e o peito como se fosse um pombo. E o abdômen que tem de se expandir como se estivesse cheio de ar; 3- comer maçã, por exemplo, pois é adstringente e limpa o trato vocal, além disso, sua mastigação exercita a musculatura responsável pela articulação das palavras; 4-manter o sono regular, momentos de lazer e atividades físicas adequadas também contribuem para uma boa produção vocal; 5-evite competir com ruídos externos durante a fala para que não caia da tentação de competição sonora;6- ao sentir vontade de tossir ou pigarrear (o “ bichinho do ran ran”) , respire profundamente pelo nariz e engula a saliva várias vezes ou beba água, pois essas ações provocam um forte atrito nas pregas vocais, irritando-as.

Finalizando com o tema “ Minha Voz, minha Identifidade”, reforçamos que nossa voz pode ser mudada, trabalhada e melhorada, sem mágica, apenas desenvolvendo habilidades , podemos modificar e melhorar todos os aspectos relacionados à voz, como volume, intensidade, ressonância e timbre. E assim favorecer uma comunicação mais assertiva com resultados positivos.