Em meio a tanta morte pode ser um consolo pensar na vida. No caso, a vida de pessoas que estiveram no centro das recentes tragédias e teriam o mesmo destino de seus colegas, mas se salvaram.

Sebastião e Elias estavam a bordo da picape às tontas na Mina do Feijão, em Brumadinho, no fatídico dia 25 de janeiro, tentando fugir do tsunami de lama que avançava sobre eles. A poucos metros,…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários