O governo pode ter ganho um refresco com a negociação de parcelamento dos débitos com os hospitais privados de atendimentos a usuários do plano de saúde dos servidores públicos. Um refresco provisório.

A aceitação da proposta de pagar num prazo de 30 dias faturas de quatro meses (entre 5 de novembro e 5 de dezembro) e quitar em dez vezes as duplicatas de outros três, indica que o…

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários