Museu do Louvre em Paris. Lá estava eu, no primeiro andar daquele monumento da cultura mundial, quando me deparei, logo na entrada, com o sorriso mais enigmático do mundo: o da Monalisa, do genial Leonardo da Vinci.

Para melhor apreciar aquele patrimônio da humanidade que tanto alimentou minha imaginação juvenil, comecei a andar de um lado para o outro. Indo da esquerda para direita…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários