Após o ministro Luiz Fux liberar para o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) ações que questionam o pagamento de auxílio-moradia, entidades da magistratura reagiram com veemência clamando que vão “à luta” e trabalharão “no limite de suas forças” para assegurar o pagamento dos R$ 4,3 mil mensais à toga.Em mensagem aos associados, o presidente da Ajufe, Roberto Vel...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários