Notícias

Gilmar Mendes quer rapidez

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, disse no início da noite desta quarta-feira (07) que espera que o julgamento da ação contra a chapa Dilma Rousseff-Michel Temer termine “o mais cedo possível”. Gilmar participou do lançamento do livro Jurisdição Constitucional 2, do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Questionado se a decisão da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, de manter sessão da Corte na tarde de hoje atrapalharia a análise do TSE, Gilmar disse que não. “A gente se adapta”, afirmou.

Também participam do coquetel de lançamento do livro de Fux, que ocorre na biblioteca no STF, os ministros Dias Toffoli, Rosa Weber, Edson Fachin e Alexandre de Moraes.

O TSE marcou três sessões para hoje (de manhã, de tarde e de noite) para análise da ação da chapa Dilma-Temer. Três ministros que integram o TSE também compõem o STF (Gilmar Mendes, Luiz Fux e Rosa Weber) e terão que se ausentar da sessão do Supremo em razão da agenda do TSE.

Apoio

As defesas de Michel Temer e Dilma Rousseff aprovaram a convocação de sessões extraordinárias para a continuidade do julgamento da chapa eleitoral composta pelos dois políticos, acusada de abuso de poder econômico e político nas eleições presidenciais em 2014.

O advogado Flavio Caetano, que defende Dilma Rousseff, viu as sessões extras como um indício de que não deverá haver pedido de vista por parte de ministros. “Saímos com esta sensação”, disse.

Foram convocadas sessões para hoje, amanhã e sábado. O TSE espera três sessões para cada um dos dias, nos três turnos em cada dia. A intenção explícita na Corte é prever o tempo necessário para a hipótese de finalizar o julgamento ainda nesta semana.

Advogado de defesa de Temer, Gustavo Guedes afirmou que é “salutar a indicação de quantas sessões forem necessárias”. Publicamente, ele tem dito querer a conclusão o mais breve possível do julgamento.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ