Um pedido de prisão do prefeito Carlos Amastha foi impetrado na última terça-feira. O pedido foi da presidência da Câmara de Vereadores que acusa o prefeito de ter supostamente praticado crime de risco de prejuízos a terceiros já que ele teria descumprido uma decisão liminar.  A determinação liminar obrigava Amastha repassasse o duodécimo do legislativo do mês...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários