Notícias

Aécio Neves diz que PSDB unificou discurso pró-impeachment de Dilma

Além do senador mineiro, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e de Alckmin, participaram da reunião o governador do Paraná, Beto Richa, e os senadores José Serra e Aloysio Nunes Ferreira

Rovena Rosa/Agência Brasil
Aécio fala em evento no Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), afirmou que o partido unificou nesta sexta-feira (8) o discurso a favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff em reunião realizada por líderes da sigla na capital paulista. O encontro ocorreu na manhã desta sexta-feira no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo de São Paulo.

“Fiz uma reunião no palácio com lideranças do PSDB para que a palavra do partido seja uma palavra uníssona, uma palavra dura, clara, em favor da virada dessa página triste da história do Brasil, que o PT e seus comparsas irresponsavelmente ajudaram a escrever”, disse Aécio, ao participar de um encontro com sindicalistas, à tarde.

“Reunido com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, com o governador [de São Paulo] Geraldo Alckmin e com outros governadores do PSDB, tomamos a seguinte decisão: no PSDB, é como no Solidariedade, é como no PPS do Roberto Freire, 100% de apoio [ao impeachment], não é 99% não”, disse o senador mineiro.

Além de Aécio, do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e de Alckmin, participaram da reunião o governador do Paraná, Beto Richa, e os senadores José Serra e Aloysio Nunes Ferreira, ambos de São Paulo.

“Assumimos o compromisso [pelo impeachment]. Agora vamos buscar outros parlamentares desses estados que nós governamos e dizer a eles: 'vamos dar uma chance ao Brasil'. A coisa não é mais governo e oposição, é quem é brasileiro e quem não é”, afirmou Aécio.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ