O empresário Paulo Henrique Souza Costa, apontado como intermediador a contratação de um atirador para matar o prefeito de Novo Acordo, Elson Lino (MDB), revelou à Polícia Civil que o vice-prefeito, Leto Moura Leitão Filho, o Letim Leitão (PR) -, assinou uma nota promissória no valor de R$ 6 milhões para que ele assumisse a autoria do crime. Segundo o depoimento o valo...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários