Notícias

Presos explodem muro e fogem da CPP de Palmas; 13 já foram capturados

No início do ano, o Ministério Público denunciou que o presídio tinha lotação de 145%

Lia Mara

Vinte e dois encarcerados na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Palmas fugiram após explodirem, com bombas de dinamite, parte do muro que cerca a unidade prisional. Conforme a Polícia Militar (PM), Dez deles foram pegos ainda no momento de fuga; três foram detidos já no centro da Capital.

Uniram forças às buscas a Polícia Civil e Guarda Metropolitana. O helicóptero da Secretaria de Segurança Pública fez rondas no matagal que fica próximo à CPP nesta madrugada. Nove detentos continuam à solta.

As recomendações da PM é que a atenção dos cidadãos seja redobrada e quem mora na região de chácaras, próximo à CPP, se mantenham dentro de casa.

No início do ano, o Ministério Público denunciou que o presídio tinha lotação de 145%. Quase 700 pessoas eram abrigadas no local, com capacidade para 260.

A superlotação das unidades prisionais do Estado e a não convocação de concursados para tomar posse e reforçar a segurança das unidades foram alguns dos motivos apontados pela ex-secretaria de Cidadania e Justiça do Estado, Gleidy Braga, ao entregar o cargo.

 

 

Divulgação
Dois foram recapturados no centro da Capital nesta madrugada
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ