Notícias

Nobel da Paz vai para o Quarteto para o Diálogo Nacional na Tunísia

O quarteto tunisiano superou outros candidatos mais famosos como o papa Francisco e a chanceler alemã, Angela Merkel

REUTERS/Anis Mili
Líderes do Quarteto para o Diálogo Nacional na Tunísia

O Quarteto para o Diálogo Nacional na Tunísia foi agraciado com o Prêmio Nobel da Paz de 2015 por sua "contribuição decisiva para a construção de uma democracia plural" no país, anunciou nesta sexta-feira (9), o Comitê Nobel da Noruega em Oslo.

O Quarteto foi criado em 2013, quando o processo de democratização de Tunísia estava em perigo após vários assassinatos políticos e revoltas sociais, e é formado pela União Geral dos Trabalhadores Tunisianos (UGTT), a União Tunisiana da Indústria, do Comércio e do Artesanato (UTICA), a Liga Tunisiana dos Direitos Humanos (LTDH) e a Associação Nacional de Advogados.

Essas organizações, segundo o Comitê Nobel, apostaram em um processo político pacífico e alternativo quando a Tunísia se aproximava novamente do abismo de uma guerra civil e ajudaram a estabelecer no país um sistema constitucional, respeitando os direitos humanos fundamentais.

O quarteto tunisiano superou outros candidatos mais famosos como o papa Francisco e a chanceler alemã, Angela Merkel.

Em 2014, o prêmio foi para a jovem paquistanesa Malala Yousafzai e o presidente da Marcha Global contra o Trabalho Infantil, o indiano Kailash Satyarthi. 

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ