Notícias

Marido é preso após agredir a mulher por conta de curtidas recebidas no Facebook

Jovem de 21 anos precisou ser submetida a operações para reconstrução do septo nasal e dos lábios

Reprodução/Twitter
Pedro Heriberto Galeano e Adolfina Camelli Ortigoza

O paraguaio Pedro Heriberto Galeano, de 32 anos, foi preso na última segunda-feira (27) em Ñemby, cidade do Centro do país sul-americano, acusado por agredir a mulher, Adolfina Camelli Ortigoza, de 21 anos, devido às curtidas que ela recebia em seu perfil no Facebook.

De acordo com o tabloide inglês The Sun, Adolfina ficou presa em um cativeiro por dias dentro da casa onde os dois viviam. Ela só foi resgatada após uma denúncia feita pelo seu sogro à Polícia Nacional. 

O advogado da jovem, Arnaldo Martinez, falou com a imprensa na última terça (28) e explicou as formas como ela foi agredida. Segundo ele, Galeano começou a ferir Adolfina a cada vez que uma pessoa que ela tinha como amigo na rede social curtia suas postagens. O marido também invadia a página e se passava pela mulher.

A jovem precisou ser submetida a operações para reconstrução do septo nasal e dos lábios devido às agressões sofridas.

Detido, Galeano responderá pelo crime de violência contra a mulher e poderá pegar até 30 anos de cadeia.

Reprodução/Twitter
Adolfina Camelli Ortigoza com hematomas nos braços e nas costas
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ