A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta sexta-feira, 12, a segunda fase da Operação Cardiopatas, que investiga uma organização criminosa especializada em fraudar a previdência. Segundo a PF, médicos e servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) estão envolvidos no esquema, que pode ter causado prejuízo à Previdência superior a R$ 4 milhões. A primeira fase o...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários