Depois de seis meses da aprovação da Reforma Trabalhista, o governo Federal deve editar um decreto para corrigir distorções oriundas da mudança na legislação, uma vez que a Medida Provisória 808/17, que tinha esta finalidade, perdeu a eficácia no último dia 24 de abril. Segundo o advogado trabalhista e membro da comissão de Justiça do Trabalho da Ordem dos Advogados...
Faça o seu cadastro e acesse até 05 matérias exclusivas por mês gratuitamente.
ou
Aproveite todo o conteúdo do site de forma ilimitada!
Assine o Jornal do Tocantins!
QUERO SER ASSINANTE
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários