O deputado Olintho Neto (PSDB), juntamente com outros parlamentares, solicitou a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a privatização da Saneatins, a concessão do serviço público de distribuição de água e tratamento de esgoto, política tarifária, reajustes e atuação das agências Tocantinenses de Saneamento (ATS) e de Regulação (ATR). Procurado, o deputado explicou que, apesar da CPI ter a quantidade necessária de assinaturas de outros deputados para ser criada, ainda não foi instalada. O requerimento da
CPI da Saneatins foi apresentado em fevereiro. O presidente da Assembleia Legislativa, Osires Damaso (PSC), explicou que solicitou ainda no semestre anterior, por volta do mês de
junho, que os líderes dos blocos indicasse os membros para a CPI, o que não teria ocorrido até o momento impossibilitando a instalação da comissão. Esse seria o último passa permitir o início dos trabalhos de investigação da CPI da Saneatins. Essa não é a primeira CPI, outra foi apresentada, mas
foi arquivada, sem ser instalada.