A Nissan Motor entrou com um processo contra seu ex-executivo-chefe Carlos Ghosn nesta quarta-feira (12) no Japão. A companhia quer que ele pague US$ 90 milhões para cobrir custos gerados pela sua má conduta financeira, segundo uma fonte ligada ao processo. O caso é o mais recente na batalha legal entre a Nissan e Ghosn, após o executivo ter fugido do Japão e ido...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários