O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira, 3, que os ataques americanos contra forças do Quds, unidade especial da Guarda Revolucionária do Irã, que mataram o general iraniano Qassim Suleimani, tiveram o objetivo de impedir uma guerra, não iniciar uma. "O que os Estados Unidos fizeram ontem deveria ter sido feito muito tempo atrás. Nós ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários