A China pediu aos Estados Unidos neste sábado, 4, "que não abusem da força" após o ataque no Iraque que custou a vida, entre outros, ao general Qassim Suleimani, arquiteto da política expansionista iraniana no Oriente Médio. "A perigosa operação militar dos EUA viola as normas fundamentais das relações internacionais e agrava tensõe...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários