A Justiça da Suécia anunciou nesta segunda-feira, 13, a reabertura das investigações contra o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, sobre o caso de 2010 de suposto estupro. A decisão foi tomada um mês após ele ser preso pela polícia britânica - depois de passar sete anos refugiado na embaixada do Equador em Londres. "Hoje decidi reabrir a investigação", anunciou Eva-Ma...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários