A polícia de Bangladesh diz que o diretor de uma escola é o culpado por atear fogo a uma de suas alunas. A jovem Nusrat Jahan Rafi, de 19 anos, denunciou o homem à polícia por assédio sexual. Ela morreu por causa do ataque. Os agressores de Rafi a atraíram ao terraço do seminário islâmico onde estudava. Eles exigiram que el...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários