Magazine

Sesc recorre de decisão que cancelou apresentação de peça com Jesus como uma transexual

Liminar expedida pelo juiz Luiz Antonio de Campos Júnior havia impedido que o espetáculo, previsto para o dia 15, ocorresse

Divulgação
Cena do espetáculo 'O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu'

O Sesc decidiu recorrer da decisão judicial que impediu a apresentação do espetáculo O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, prevista para o dia 15, na unidade de Jundiaí. Uma liminar expedida pelo juiz Luiz Antonio de Campos Júnior atendeu a um pedido que vinha sendo articulado “há alguns dias por congregações religiosas, políticos e pelo TFP (Tradição, Família e Prosperidade)”.

A peça recria a trajetória de Jesus como uma transexual. Escrito pela inglesa Jo Clifford, nascida John, o texto seria uma forma de lidar com a religião a partir de 2006, quando decidiu mudar de sexo, aos 56 anos. A montagem, que traz a atriz trans Renata Carvalho no elenco, já teve sessões no Sesc Pinheiros em outubro do ano passado.

Em seu site, o Sesc anunciou que vai recorrer da decisão porque “o espetáculo provoca reflexões em torno de questões de gênero”.

Também publicou na redes sociais a sinopse da peça: “O espetáculo é uma mistura de monólogo e contação de histórias em um ritual que traz Jesus ao tempo presente, na pele de uma mulher transgênero. Histórias bíblicas conhecidas são recontadas em uma perspectiva contemporânea, propondo uma reflexão sobre a opressão e intolerância sofridas por transgêneros e minorias em geral. A peça provoca reflexão ao expor estes problemas sociais ao mesmo tempo em que emite uma mensagem de amor, perdão e aceitação. A questão da identidade travesti é elemento chave do espetáculo, que busca a transformação do olhar diante de identidades marcadas pelo estigma e pela marginalização”.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ