Por volta de 2012, a designer Maria Elisa Soto-Aguilar rabiscava, em Santiago, o desenho de uma viola e um tambor dotados de pernas e olhos. Na mesma época, em Porto Alegre, o arquiteto Gabriel Garcia lutava para materializar Ed (2013), o primeiro curta-metragem do Hype - até então, um estúdio focado em produzir maquetes em 3D para o mercado imobiliário. Mal sabiam o...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários