Magazine

Minas Trend: último dia de desfiles destaca sustentabilidade e conforto

Papeis de carta da artista japonesa inspira coleção da Cocker e Manzan fecha line-up de desfiles

Agência Fotosite
Led levou para a passarela um desfile colorido e encantador

Fechando os desfiles da semana de moda do Minas Trend, em Belo Horizonte, as marcas Anne Est Folle e Manzan apresentaram suas coleções outono-inverno 2018 na noite dessa quarta (4). Embora a fase das passarelas tenha se encerrado, o Salão de Negócios da Minas Trend só termina na sexta-feira (6). O evento chega a sua 21ª edição, celebrando também seus dez anos de realização.

A Anne Est Folle foi a penúltima a se apresentar e mostrou uma coleção repleta de estampas autorais. As estampas foram criadas a partir da inspiração na arte, no design e na arquitetura. Para as peças, shapes mais amplos e confortáveis. Cores marcantes como o laranja, vermelho e azul.

Já a Manzan levou para a passarela uma coleção marcada pelas memórias da sensualidade dos anos 1930 e 1940, projetando uma mulher sexy. Na passarela, peças muito trabalhadas e delicadas foram apresentadas ao público.

Shapes acinturados e um quê de fantasia apimentaram a catwalk. A Manzan também apostou nos moletons, corselets em crinol, tecidos leves e sofisticados, além de muito bordados e texturas. A renda aparece na versão chantilly. Rosé, marsala, cinza mescla, verde azulado e preto fazem parte da cartela de cores da coleção.

Ronaldo Silvestre

Ronaldo Silvestre desfilou a coleção outono-inverno 2018 da grife que leva o seu nome também durante a quarta-feira (4). Assim como as marcas Mollet e LED, Ronaldo Silveira é vencedor do Ready to Go, o concurso de novos talentos que acontece semestralmente junto à feira.

Inspirado na estrutura da planta aquática vitória régia e nas pinturas corporais indígenas, o estilista apresentou uma coleção considerada atemporal, aliando sustentabilidade ao feito à mão do artesanal mineiro. O que está totalmente relacionado ao movimento slow fashion, que busca combater o consumo desenfreado. Na passarela, os jeans se fundiram com sedas artesanais, produzidos no tear.

Recortes, contornos e aplicações em viés, formando texturas, foram alguns dos destaques da coleção. Na cartela de cores, o preto, o azul, laranja, vermelho, verde, amarelo até as nuances dos crus se fizeram presentes. Os bordados presentes na coleção são do Instituto Tecendo Itabira, projeto do próprio estilista. O projeto, fundado em 2009, busca ajudar na profissionalização da população local, melhorando a qualidade de vida de mulheres carentes e dando qualificação à mão de obra da região.

Chocker

Os papeis de carta da artista japonesa Mira Fujita, nome que fez muito sucesso nos anos 1980, com um estilo lírico de pintura, foi a inspiração para a coleção da Chocker. A marca também uniu a cidade de Veneza, além do vestuário circense da Commédia dell'Arte e o movimento New Romantics ao universo retrô. Chocker apresentou a coleção outono-inverno nesta quarta (4), durante a Minas Trend.

Com estamparia artística, o toque de modernidade da coleção está nos bordados eletrônicos, feitos primeiramente no computador e, depois, rebordados manualmente com pérolas. Na passarela, camisaria, vestidos no estilo lingerie, mangas bufantes, calças pantalonas, macaquinhos, parcas e vestidos midi vaporosos agradaram o público.

O mood esportivo oversized e o mix e match de referências retrô, pensado de forma luxuosa, também chamou atenção do público. Tecidos fluidos e estruturados, como crepe silk, transparências, veludos, tules, rendas, alfaiatria estruturada, couros tecnológicos, moletom e lã foram destaque. Os plissados, que não podiam faltar por reforçar a pegada retrô, apareceram em vestidos, camisas e macacões.

A cartela de cores da coleção traz o off white, preto, grafite, azul acinzentado, rose, nude, salmão, carne, pink, amarelo, bege e azul intenso. Como hit, a Chocker aposta nos moletons. Para completar, a coleção conta com bolsas em couro e tecidos, além de mules e sliders personalidados.

Sophie Charlotte desfila para Bobstore

A presença da atriz Sophie Charlotte na passarela foi o ponto alto do desfile da Bobstore. A marca abriu o line-up do segundo e último dia de desfile da Minas Trend nesta quarta-feira (4). Além da atriz global,  a Bobstore trouxe para a passarela uma celebração dos códigos de estilo da marca. A coleção, assinada pela primeira vez por André Boffano e Sam Santos, a dupla da Modem, traz um olhar contemporâneo para a clássica alfaiataria. O tricô é outro grande protagonista da coleção.

Com modelagem formulada para destacar a silhueta, os looks de alfaiataria em diferentes shapes e texturas, com recortes e amarrações, foram presença constante na passarela. Destaque também para os maxitricôs e looks monocromáticos. Aliás, a sobriedade das cores clássicas conduz a cartela do desfile. O bege, o cinza, o mostarda, o verde e o vermelho equilibram o jogo de tonalidades.

O uso de metais desenvolvidos exclusivamente para a coleção foi outra aposta da marca. O couro e as diferentes tramas de tricô, arrematados por bolsas e sapatos mais pesados, e acessórios de efeito, criados a partir de argolas e de diferentes formatos geométricos, completaram a coleção.

Desfile da vencedora

O desfile colorido e encantador da LED conquistou o público da Minas Trend nesta quarta (4). A marca estava cercada de expectativa, já que ela é uma das novidades no line-up da feira de negócios mineira. LED é fruto do Ready to Go, o concurso de novos talentos que acontece semestralmente junto à feira.

Na passarela, a marca trouxe macacões, vestidos, cropets e chapéus. Tudo em tricô e sobrepondo aos looks. O verde, azul, rosa, laranja e preto dominaram a cartela de cores. Bolsas e mochilas ganharam destaque nas produções, assim como as amarrações que apareceram desde as roupas até as sandálias. O uso de luvas de borracha por alguns modelos, que geralmente são usadas na prática de serviços gerais, também chamou a atenção.

A coleção parece conversar bem com o objetivo da LED. A marca surgiu em 2015 e mostra buscar se expressar por meio de uma moda jovem, sem estereótipos ou barreiras.

 

* A repórter viajou a convite da organização do evento

Agência Fotosite
Chocker apresentou a coleção outono-inverno nesta quarta (4)
Agência Fotosite
Ronaldo Silvestre, que dá nome a grife, desfilou a coleção outono-inverno 2018 da grife
Agência Fotosite
Anne Est Folle foi a penúltima a se apresentar e mostrou uma coleção repleta de estampas autorais
Agência Fotosite
A Bobstore trouxe para a passarela uma celebração dos códigos de estilo da marca
Agência Fotosite
Trabalhos da artista japonesa Mira Fujita foram a inspiração para a coleção da Chocker
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ