Magazine

Gilberto Gil ganha liminar em caso de notícia falsa que criticava Moro

Cantor afirma que jamais concedeu entrevista aos sites em questão; ex-ministro também irá mover uma nova ação contra esse usuário, que o xingou de "macaco filho da puta"

Site oficial

O cantor e compositor Gilberto Gil ganhou na Justiça uma causa que obriga o Facebook e o sites Rede Pensa Brasil e Folha Digital a tirarem da internet uma falsa entrevista em que Gil critica o juiz Sérgio Moro e defende o ex-presidente Lula de acusações na Lava Jato. A decisão aconteceu na última sexta (23).

O Tribunal de Justiça do Rio também determinou que o Facebook a fornecer informações sobre Hernandes dos Reis, autor de comentários racistas sobre Gil na rede social. O escritório de advogados Souto Correa, que representa o artista, irá mover uma nova ação contra esse usuário, que o xingou de "macaco filho da puta".

O ex-ministro diz que nunca concedeu entrevista aos sites em questão.

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ