"O ônibus finalmente partiu", narra Luiz Alberto Mendes uma de suas saídas da prisão, quando vivia em regime semiaberto e podia voltar para casa aos feriados. Seu estilo seco, feito de frases diretas e sinceras, já é conhecido. Preso durante 31 anos e dez meses, ele encerra com Confissões de um Homem Livre a trilogia sobre seus anos de cárcere. Nesta...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários