A infância de Cora Coralina não foi fácil, e foi tema de muitos de seus versos. Menina feia da Ponte da Lapa. Menina triste e nervosa, amarela de rosto empalamado e pernas moles. Cora, que àquela época ainda era chamada de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, achava que, apesar disso, seria amada porque era a filha caçula. Mas ganhou outra irmã e passou a infância f...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários