Olho firmemente, aquela criança, parece um menino bom. Mas parece que ele tem algo de diferente; só isso para justificar a sua solidão. Só aqueles outros dois lhe deram atenção até agora. Acho que vou seguí-lo pelo resto do dia.

Estou vendo o motivo: lhe faltam condições financeiras; pela casa que ele mora, dá pra ver que não é filho de alguém bem sucedido. A casa parece cair aos…

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários