O Coletivo de Artistas Visuais Independentes do Tocantins se juntou ao coro encabeçado pela da Federação Tocantinense de Artes Cênicas (Fetac), Movimento de Artistas Mobiliza Tocantins e Associação Tocantinense de Cinema e Vídeo (ATCV) também redigiu sua carta pela renúncia do presidente da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia Criativa do Estado do Tocantins (Adetuc), Tom Lyra, da presidência do Conselho de Políticas Culturais do Estado do Tocantins (CPC/TO).
 
Em carta remetida na segunda-feira, 24, o coletivo afirma ser “contraditório o gestor da pasta da cultura no Estado ser também gestor do Conselho que tem a função principal de fiscalizar e dar transparência à utilização dos recursos da cultura”. 
 
A nota repudia a eleição que considera “aparentemente” legal, “mas que certamente fere todos os princípios de um Estado democrático de direito’. Também aponta o abandono das instituições e da classe cultural razão como imperativos para “que sejam tomadas medidas efetivas para a reversão do cenário atual”.
 
A Adetuc divulgou que a Ordem dos Músicos no Tocantins apoia a eleição de Lyra na presidência do conselho e tem rebatido as manifestações com cartas nas quais defende a legalidade da eleição e a permanência dele no comando do colegiado.