Magazine

Censurado nos anos 90, rap ganha nova versão em que Gabriel, o Pensador, mata Temer; Ouça

Em trecho da música, o rapper garante que na comemoração haverá decapitação

Foto: Reprodução/ YouTube

Com o pior índice de aprovação para presidente nos últimos 31 anos, segundo o IBOPE, Michel Temer coleciona haters não só em pessoas comuns, como também provoca a ira de alguns famosos, como o rapper Gabriel, o Pensador. Em nova versão de "Tô Feliz (Matei o presidente)", o rapper fez duras críticas ao governo Temer e conseguiu mais de 2 milhões de visualizações no novo clipe do rap. A primeira versão foi feita em 1990, quando o presidente do Brasil era Fernando Collor. Mas a música foi censurada e tirada do ar. No ano seguinte, entretanto, o artista lançou a faixa em seu CD.

Segundo postagem de Pensador, a nova versão surgiu após uma moção popular. "Muitos pediram uma nova versão do tema, faz tempo, mas a ideia surgiu quando o atual governo anunciou o decreto que liberava uma área de reserva enorme da Amazônia para a mineração", explicou.

Em sua conta no Instagram, o rapper afirmou que tentaram tirar a nova versão do ar. Até o momento, o governo Temer não se pronunciou sobre o caso.

Veja trecho da música: 

“Anota o meu depoimento e me prende aqui dentro
Que eu não quero ir pra Brasília dar um tiro no Mi- – -el
Aí, que maravilha! Mata mesmo esse vampiro
Mas um tiro é muito pouco, Gabriel
Mata e canta assim: Hoje eu tô feliz, matei o presidente...

...Na comemoração tem a decapitação. Cabeça vira bola...

...Porrada da esquerda e da direita derrubaram algumas peças, mas a mesa tá difícil de virar."

Ouça a música:

Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ