Com um apresentação ao ar livre, o espetáculo “Naquele Bairro Encantado - Episódio I: Estranhos Visitantes”, com o grupo Teatro Público, chega a Palmas nesta sexta-feira, 6. A apresentação será às 17 horas no Camelódromo, próximo da Avenida JK. A intervenção cênica é um teatro de máscaras com classificação livre e duração de 120 minutos.

O espetáculo conta a história de um grupo de velhos mascarados que visita um bairro de uma cidade e estabelece relações com os moradores e transeuntes com o objetivo de despertar memórias e compartilhar lembranças e também histórias.

Durante a intervenção, o cotidiano com imagens saudosistas do passado é apresentado pelo grupo de mascarados. O primeiro bairro visitado para a encenação do espetáculo havia sido castigado por intensos processos de urbanização viária e pela “cracolândia”, que se instalou no local. Ao longo da peça, os mascarados propõem um jogo para revelar suas identidades.

Ao rodar pelo País, o espetáculo propõe ocupar o espaço de um bairro com alguma importância histórica para a cidade, mas que, de alguma forma se encontre abandonado pelo poder público. A ideia do trabalho cênico é também, por meio do teatro, incentivar a valorização da auto-estima de quem ocupa o espaço.

O espetáculo se fundamenta nos princípios cênicos das máscaras populares brasileiras, na intervenção urbana, e nos conceitos da estética relacional. A peça se divide em dois episódios, apresentados separadamente, mas que se complementam. Além disso, o repertório musical conta com canções populares brasileiras das décadas de 1950 e 1960.

Teatro Público 

O Teatro Público foi criado em 2011 com a realização de um projeto de habitação teatral desenvolvido em Belo Horizonte (MG), que deu origem ao espetáculo ‘Naquele bairro encantado’. O grupo é formado pelos artistas Diego Poça, Larissa Albertti, Luciana Araújo, Marcelo Alessio, Rafael Bottaro e Rafaela Kênia. Palco Giratório

Palco Giratório

O Projeto do Sesc Nacional tem o objetivo de desenvolver as artes cênicas no Brasil desde 1998. A iniciativa pauta o intercâmbio e a difusão de espetáculos e o compartilhamento de técnicas com oficinas, intercâmbios e debates.

Ficha Técnica

Direção: Rogério Lopes; 
Dramaturgia: Larissa Albertti; 
Atuação: Ana Lavigne, Diego Poça, Larissa Albertti, Luciana Araújo, Marcelo Alessio e Rafael Bottaro; 
Direção musical e preparação vocal: Eberth Guimarães; 
Figurinos: Juliana Floriano; 
Criação e confecção de máscaras: Fernando Linares; produção: Felipe Montesano; 
Fotografia: Naum Audiovisual