A tarde ensolarada em Times Square lembrava Nova York antes da pandemia. No primeiro fim de semana desde a reabertura da Broadway, o público das matinês encheu os dez teatros que já têm espetáculos em cartaz. Foi um jejum de 18 meses. De todos os estágios da lenta volta à normalidade, nenhum tem o simbolismo do grupo de teatros que traz anualmente US$ 14 bilhões para a...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar o Jornal do Tocantins

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários