Se pudesse resumir o conteúdo de sua autobiografia Prólogo, Ato, Epílogo em um punhado de frases, Fernanda Montenegro diria que se trata de uma “viagem com muitos colegas, com muitas crises políticas, com muitas linguagens cênicas, com muita coragem de sobrevivência e resistência”, como já definiu. Na conversa com o Estado, a atriz detalhou o olhar que tem sobre ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários