A Ana Carolina de 12 anos falava que “alface costuma ter minhoca na cabeça” e se perguntava se “existem almas penadas na mesma quantidade dos sepulcros”. A Ana de 42 admite que o homem que há em si se apaixonou perdidamente pela mulher que ela se tornou. Os 30 anos que separam uma da outra foram reduzidos a poucas páginas. Tanto os poemas infantis quanto os ma...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários