Estado

Umanizzare se pronuncia sobre fugas na CPP: “não administramos segurança”

Entre as atribuições, está a manutenção predial preventiva e corretiva, portanto a empresa foi a responsável por fechar o buraco aberto pela bomba de dinamite

Lia Mara
Buraco aberto por detentos foi fechado no início da manhã seguinte à fuga
A Umanizzare Gestão Prisional afirmou que não é responsável pela administração da área de segurança da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Palmas, nem da Unidade de Tratamento Penal Barra da Grota, ambas geridas pela empresa até o fim deste mês. O posicionamento veio após fuga de 22 detentos da CPP de Palmas na noite de ontem. Em nota, a empresa explicou que “o mod...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ