Estado

Transporte coletivo: lotação e revolta de passageiros

Usuários reclamam de superlotação, atraso, mas prefeitura e Seturb negam irregularidades

Djavan Barbosa
Ruzivel Rodrigues Lima, de 30 anos, relata espera em ponto de ônibus
As promessas de melhorias no transporte coletivo de Palmas apresentadas pela Prefeitura da Capital e Sindicato das Empresas de Transporte Público Coletivo de Palmas (Seturb) como parte das justificativas para o reajuste da tarifa que saltou de R$ 3,50 para R$ 3,75 em junho ainda não surtiram efeito. Sobram reclamações de quem usa o transporte público, seja para trab...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ