Estado

Superlotação facilita fugas do sistema prisional do Estado

Número de evasões das cadeias do Estado neste ano já é quase o dobro de 2015; falta de agentes e estrutura contribuem

Segurar pessoas que cometeram crimes dentro de uma prisão é uma tarefa árdua, pois a falta de estrutura, agentes para vigiar e a superlotação possibilitam fugas cada vez mais ousadas. Elas ocorrem, geralmente, através de túneis escavados no interior das celas ou por grades serradas. O mais impressionante é que muitos desses túneis são cavados pelos reeducandos com objetos pes...
Matéria exclusiva para assinantes
Comentários
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.
ASSINE JÁ